AQUECIMENTO SOLAR PARA PISCINAS

O aquecimento ou climatização de piscinas é uma tendência no mercado brasileiro, principalmente nas regiões sul e sudeste, onde o clima é mais ameno e por existir diversas regiões de serra, procuradas como local de refúgio e casas de veraneio. Uma dúvida muito comum na hora de aquecer a piscina é escolher qual o melhor sistema de aquecimento, já que existem no mercado, diversas formas de aquecer a sua piscina sendo então importante levar em consideração alguns pontos fundamentais para não se arrepender depois.  

Existem no mercado basicamente quatro sistemas de aquecimento para piscinas: aquecimento por resistência elétrica, aquecimento a gás, aquecimento por refrigeração (trocador de calor) e aquecimento por coletor solar, mas aqui vamos abordar somente os prós e contras do sistema de aquecimento solar, os outros ficam para uma outra hora. 

Como funciona aquecimento solar para piscinas

O princípio do aquecimento solar para piscinas é circular a água da piscina pelos coletores que geralmente ficam sobre o telhado, lá ela fica parada por um tempo para ganhar temperatura gerada pelo sol e em seguida essa água é devolvida para a piscina enchendo os coletores com água fria novamente e ai então o ciclo de aquecimento recomeça, esse controle de temperatura é feito por um controlador de diferencial de temperatura (CDT) que possui dois sensores de temperatura, um medindo a temperatura da água da piscina e o outro medindo a temperatura da água nos coletores sobre o telhado, quando o diferencial de temperatura entre as duas águas atingi o valor programado nesse controlador, em média 5ºC , a bomba aciona novamente e faz a transferência dessa água que já aqueceu para a piscina.

Esse ciclo se repete por todo o dia até que a água da piscina alcance a temperatura ideal.

Coletores solar para piscina geralmente são feitos em polipropileno, evitando assim o grande problema de oxidação e incrustação causado pelo cloro e outros produtos usados no tratamento das piscinas

O custo energético é extremamente baixo, já que a bomba que faz a circulação da água é muito pequena e sua potência equivale em média a uma lâmpada de 150w.

A manutenção é mínima, já que só existem dois equipamentos eletrônicos nesse sistema (bomba e controlador de temperatura

O ruído gerado pelo sistema de aquecimento é quase zero, desde que utilizada a bomba correta. Existem no mercado bombas específicas para essa aplicação e com emissão de ruído muito baixo, algumas delas só se percebe que estão ligadas pela vibração da tubulação.

Fácil instalação e operação, só é preciso um cano de PVC para ir e voltar dos coletores para a piscina e a ligação dos sensores e bomba é simples e leve. 

Necessita de área de telhado para a instalação dos coletores, em média para uma piscina de 24m² usa-se aproximadamente de 90 a 100% dessa área em coletores, ou seja, você vai precisar de 21 a 24m² de coletor solar par ter um sistema bem dimensionado e eficiente.

Qualquer manutenção nesse telhado implica em retirada total ou parcial desses coletores.

Em regiões muito frias pode acontecer o congelamento da água dentro dos coletores durante a madrugada, se for instalar em uma região assim exija do seu fornecedor um sistema Anti Congelamento, que é uma válvula automática instalada na parte de baixo dos coletores e que se abre escoando toda a água do sistema quando esta estiver próximo de 0ºC.

Em dias em que não haja a presença de sol, a eficiência é muito baixa, então se puder pode-se fazer um sistema conjugado usando um outo sistema de aquecimento como backup. Um trocador de calor por exemplo.

TOP